28/02/2011

Aposta do futsal brasileiro desembarca em Campo Mourão

Jamur: revelado pela Malwee e promessa
do futsal brasileiro
O ala Sérgio Jamur de Souza, que já defendeu a seleção brasileira sub-20, chegou à cidade nesta segunda-feira (28) e já está treinando junto com seus companheiros de time. O jogador de apenas 20 anos chegou a ser considerado pelo técnico Ferreti, do Santos Futsal, como o sucessor do maior jogador de futsal do mundo, o ala Falcão, também do Santos. Primo do ex-jogador futsal Mithyuê, que agora atua no futebol profissional pelo Grêmio de Porto Alegre, Jamur é catarinense de Chapecó e foi revelado pela Malwee/Jaraguá/SC e defendeu o clube nas campanhas de 2006/07 e 2010. Na sua curta e promissora carreira o ala já vestiu também a camisa da Cortiana, do Rio Grande do Sul (2008/09) e o Joinville, de Santa Catarina. Os dirigentes do Campo Mourão/Fecam tiveram o primeiro contato com o atleta no inicio do mês de janeiro deste ano, mas na época Jamur tinha um pré-contrato assinado com o clube Caxias, do Rio Grande do Sul, onde iria tentar a carreira no futebol de campo profissional, passando por uma experiência de três meses nos gramados e, caso não se adaptasse prometeu voltar para o futsal, recomeçando por Campo Mourão. 
Lima, atacante do Caxias/RS e Jamur,
na sua passagem
pelo clube gaúcho
Na semana passada o jogador cumpriu sua palavra e entrou em contato com a diretoria do Campo Mourão/Fecam, que rapidamente entrou em acordo com atleta, pretendido por outras grandes equipes do futsal paranaense. “Na conversa que tive com o Ricardo em Santa Catarina eu disse que iria tentar essa nova experiência e que se não desse certo viria para Campo Mourão. Não me adaptei ao campo e vi que minha felicidade e o meu futuro estão no futsal”, revela Jamur, que chegou cheio de expectativa. “Fui bem recepcionado, gostei da estrutura e dos meus companheiros. Quero jogar e tenho certeza que vou ajudar o Campo Mourão a fazer um grande ano no futsal paranaense. O torcedor pode esperar o melhor de mim”, promete o jovem ala, que é empresariado por Fabiano Carpegiani, filho do técnico do São Paulo, Paulo Cezar Carpegiani, que também gerencia a carreira de Mithyuê e detém parte dos diretos federativos de Jamur. Quem viu ficou encantado com a qualidade do garoto. Tomara que quando a bola rolar para valer essa magestria faça a diferença a favor do Campo Mourão/Fecam. É o que queremos e torcemos.
Depois do vice em SC Campo Mourão volta para casa

Jogadores e comissão técnica do Campo Mourão/Fecam já estão de volta à Campo Mourão, depois de conquistarem o vice-campeonato do 36º Torneio de Verão Brejeiros, em Rio do Sul-SC. A competição terminou na noite de sexta-feira (25), e foi decida nos pênaltis entre Campo Mourão (que representava o município catarinense de Lontras) e o Moitas/Ituporanga, de Santa Catarina. Depois de terminar empatado em 4 a 4 no tempo normal, o moitas sagrou-se campeão ao vencer por 5 a 4 na cobrança de penalidades. Já no sábado o time mourãoense seguiu viagem de retorno para Campo Mourão, chegando na cidade por volta de meia noite. Hoje pela manhã foram retomados os trabalhos na Academia Ghor, visando o complemento da pré-temporada iniciada no dia 1ª de fevereiro, e que teve a disputa da competição em Santa Catarina inclusa o planejamento do trabalho. Antes da estréia na Chave Ouro, programada para o dia 16 de março, alguns amistosos ainda serão realizados para aprimorar a parte tática e técnica da equipe.
Carioca no Londrina

Marquinhos Carioca
Ainda se reforçando para a disputa da Liga Futsal, o Colégio Londrinense (Londrina) acaba de anunciar a contratação do bom pivô Marquinhos Carioca, que em 2010 defendeu o Marreco Futsal (Francisco Beltrão) na Chave Ouro do Paranaense. Jogador de bom porte físico e goleador, o canhoto Marquinhos chega para reforçar ainda mais o poder de ataque de Londrina, que já tem Diego, outro pivô de muita qualidade. Com passagens por São Miguel, Maringá e Paranavaí entre outras tantas equipes do Paraná e de outros estados, Carioca já está, inclusive, em Londrina, e não tenho duvidas que será um dos bons nomes de Londrina nesta Liga.
Marechal fica com o vice na Superliga

Marquinhos Xavier, técnico da Copagril
Ainda não foi desta vez que a Copagril/Marechal Rondon conseguiu um titulo nacional. Depois do vice-campeonato da Liga Futsal em 2010, na noite de ontem (27) o time comandado pelo técnico Marquinhos Xavier novamente ficou com o segundo lugar, só que agora da Superliga, disputada em Betim-MG. Numa final muito equilibrada contra o tradicional ACBF/Carlos Barbosa, no último minuto de jogo a Copagril teve a infelicidade de sofrer um gol e ser derrotada pelo placar de 5 a 4, ficando novamente com um vice-campeonato. Para a ACBF um titulo inédito, já para a Copagril um revés. Pelo menos nossos conterrâneos paranaenses mostraram mais uma vez que virão muito forte novamente para a disputa da Liga, que começa no dia 14 de março, e para a Chave Ouro do Campeonato Paranaense. Parabéns ao marquinhos e seus comandados, afinal, uma segunda colocação também deve ser valorizada, e muito.

26/02/2011

Segundo lugar com gosto de primeiro

Um vice-campeonato com sabor de missão cumprida. Desta forma o Campo Mourão/Fecam/Lontras encerrou ontem sua participação no 36º Torneio de Verão Brejeiros, em Rio do Sul, Santa Catarina. Novamente em um jogo bastante complicado a equipe "mourãolontrense" foi guerreira e perdeu nas penalidades máximas (5x4) quando já havia passado da meia-noite, ou seja, já era sábado. Exatamente ás 00h45 o jovem ala Taynan (18 anos), que foi um dos destaques da competição pelo time de Campo Mourão não foi feliz na sua cobrança de penalti (que já estava inclusve na fase alternada uma vez que todos os batedores da primeira sequencia haviam convertido), defenddida pelo goleiro Marcão do Moitas/Ituporanga, para comemoração geral da equipe ituporanguense. Pois bem, vamos aos fatos. No tempo normal o jogo terminou empatado em 4 x 4, sendo 1 x 1 no primeiro tempo. Na segunda etapa Campo Mourão ainda conseguiu abrir 4 a 2 sobre adversário, depois de estar perdendo por 2 x 1, mas não teve forças para segurar a vantagem, levando o jogo para a prorrogação. Era nitido o cansaço físico das duas equipes, que no tempo extra mais se arrastaram em quadra do que jogaram. Tanto que houve três expulsões, provocadas por lances de puro descuido. E pior, duas das três exclusões foram de jogadores de Campo Mourão, que mesmo em desvantagem numérica conseguiu segurar o Moitas, que se aproveitou do momento para pressionar, mas não teve sucesso. Enfim, uma final para ficar na história. Campo Mourão/Lontras mais uma vez muito aguerrido e elogiado pela imprensa local, que destacava constantemente a forte marcação da equipe que, segundo os cronistas da Rádio Mirador (Rio do Sul), era a mais eficiente do torneio. Só nos resta parabenizar a força do grupo  mourãoense, e o trabalho do técnico Egídio, que no meu ponto de vista já mostrou que vai nos dar muitas alegrias este ano. Voltem com Deus e de cabeça erguida, pois fizeram um grande trabalho representando Lontras nessa parceira inédita para o nosso futsal.

25/02/2011

Haja coração... Campo Mourão na final em SC

Vista Panorâmica de Rio do Sul/SC
onde o CM/Fecam decide Torneio
de Verão na noite de hoje
 Em mais um grande jogo, envolvido por lances magistrais e muita garra, o Campo Mourão/Fecam Lontras superou na noite de ontem em Rio do Sul (Santa Catarina) a tradicional e forte equipe CME Aurora, e passou para final do Torneio de Verão Brejeiros, um dos mais tradicionais do Estado. Cheio de emoção o jogo foi de tirar o fôlego do inicio ao fim. Mesmo estando vencendo por 3 a 0 e encerrar o primeiro tempo com placar favorável de 4 a 3, o time “mourãolontrense” tomou a virada para 5 a 4 mas logo em seguida empatou e passou a frente novamente, fazendo 6 a 5 no placar. No entanto, como em jogo de decisão tudo pode acontecer, no último segundo veio a surpresa, quando o Aurora empatou novamente em 6 a 6, levando a decisão para a prorrogação. Haja coração meu amigo... No tempo extra o equilíbrio emocional e a qualidade da equipe do técnico Egídio Beckhauzer prevaleceram. Numa bela jogada o ala/fixo Afonso (ex-Col. Londrinense) deu o golpe fatal, fazendo o gol da classificação. Taynan (2), Biju (2), Paraná e Nika, marcaram os outros gols. A final da competição está marcada para noite desta sexta-feira (25) entre Campo Mourão/Lontras e Moitas/Ituporanga, que na outra semifinal venceu o Rio do Sul.

24/02/2011

Parcerias definidas

Pelo sexto ano seguido a Coamo Agroindustrial Cooperativa confirmou apoio ao Campo Mourão Futsal/Fecam para disputa da Chave Ouro do Campeonato Paranaense de Futsal. Patrocinador master do futsal mourãoense desde 2006 a Coamo mostra mais uma vez sua preocupação com o desenvolvimento do esporte local e, sobretudo, regional, ao manter este importante incentivo para o bom andamento da modalidade. O convênio, firmado através do Projeto Empresa no Esporte, desenvolvido pelo município há anos, foi assinado na manhã de quarta-feira (22), na Coamo, em Campo Mourão, pelo prefeito Nelson Tureck e o presidente da Coamo, José Aroldo Gallassini, na presença da Secretária de Esportes Karla Tureck, o diretor geral da Fecam Ricardo Echelmeier e o dirigente do Campo Mourão/Fecam, Itamar Tagliari. Também já foram renovados os convênios com a Casali Mineradora, MarcFarma (rede de farmácias), Academia Ghor e a Marujo Sport. Outra empresa que volta a apoiar o time nesta temporada é a Seriart Estamparia, do empresário Angelo Sequinel. Grane incentivadora da modalidade de 2006 a 2009, agora a empresa volta a investir no futsal mourãoense e será responsável pela produção e fornecimento de todo material esportivo utilizado pela equipe.

Bom começo para Marechal na Superliga

Não poderia ser melhor a estreia oficial do vice-campeão da Liga Futsal em 2010, na temporada atual. A Copagril, de Marechal Cândido Rondon, time do técnico Marquinhos Xavier, aplicou uma goleada logo no primeiro jogo da Superliga, que está acotecendo em Betim, estado de Minas Gerais. Renan, o autor do gol decisivo contra o Corinthians na semifinal da Liga, foi quem abriu o caminho da vitória para a Copagril na partida realizada na tarde de ontem contra o Concórdia, que acabou sendo derrotado por 4 a 0. Nesta quinta-feira (24), a Copagril enfrenta o ABC/Telepesquisa, abrindo a programação de jogos do dia pela 6ª Superliga Correios de Futsal. Vale lembrar que o canal Sportv está anunciando a transmissão de duas partidas amanhã (sexta-feira), além das duas semifinais no sábado e a final de domingo, com horário ainda a ser definido. Vale a pena conferir e torcer pelo representante paranaense.
Superação e vaga garantida

Emocionante do inicio ao fim. Assim foi o jogo de ontem a noite em Rio do Sul, Santa Catarina, onde o Campo Mourão/Fecam/Lontras consegui vaga nas semifinais do 36º Torneio de Verão Brejeiros, o mais tradicional e equilibrado daquele estado. Para quem ouviu o jogo pelo rádio, foi um verdadeiro teste para cardíaco, realmente de tirar o fôlego. Depois de estar perdendo para a boa equipe de São Cristóvão do Sul por 3 a 1 ainda na primeira etapa, o time mourãoense chegou a levar mais dois gols no segundo tempo, aumentando a diferença para 5 a 1, e mesmo assim teve forças para buscar o resultado.
Ginásio onde estão sendo
disputados os jogos
 Além de Piliu (autor do primeiro gol de Campo Mourão no jogo), Juninho, Paraná, Nikinha e Taynan anotaram os outros tentos mourãoenses empatando a partida. Resultado que garantiu a vaga nas semifinais, já marcadas para a noite desta quinta-feira. No primeiro jogo da noite, ás 20h00, Campo Mourão/Lontras joga contra o CME Aurora e na segunda partida Rio do Sul (equipe da casa) enfrenta o Moitas/Itupornaga. Os vencedores fazem nesta sexta-feira.

23/02/2011

Do Campo Mourão para o S. Miguel
Paulo Evandro: colecionador
de títulos da Chave Ouro


Kumano: pivo goleador
Fiquei contente ao saber que o fixo Paulo Evandro e o pivô Kumano vão defender o glorioso São Miguel nesta temporada. O primeiro conhece a equipe do Oeste como ninguém, já que conquistou títulos por lá e fez história logo que chegou ao Paraná, isso no final da década de 90. Já o segundo fará sua estréia pelo amarelinho e certamente também vai fazer um bom trabalho. Paulo Evandro, no alto dos seus 35 anos, tem muita experiência para ajudar novamente o São Miguel a voltar a brilhar na Chave Ouro. Jogador de ótima qualidade, além do próprio São Miguel, já defendeu muitas das boas equipes do Paraná como Cascavel, Foz, Pato Branco e até Campo Mourão, na temporada passada. Mais jovem, mas não menos experiente e competente, Kumano também já é um nome conhecido e reconhecido no futsal paranaense. Além de Maringá, sua cidade Natal, onde foi vice-campeão em 2008, vestiu também as camisas de Guarapuava, Cascavel, Cianorte e também Campo Mourão, no ano passado, ao lado de Paulo Evandro. O bom, é que vamos nos reencontrar em breve, quando a bola começar a rolar de novo. Boa sorte garotos, que o ano seja cheio de vitórias para vocês. Mas não contra a gente, por favor.
Tabela pronta, Campo Mourão estréia no meio de semana

Foi divulgada no final da tarde de ontem pela Federação Paranaense de Futsal (FPFS) a tabela da primeira fase da Chave Ouro. Por enquanto a fórmula de disputa para este ano, definida pelos clubes no arbitral do último dia 12, em Marechal, continua valendo. Digo isso porque o CAD Guarapuava está requerendo no Tribunal de Justiça Desportiva à permanência da fórmula de 2010, com a presença dos três representantes da Liga Nacional (Umuarama, Cascavel e Marechal), desde o inicio da competição. O fato é que por enquanto a fórmula que vale terá 13 equipes na disputa da Taça Paraná, que dará direito ao campeão desta primeira fase, de representar o Estado na Liga Sul de 2012, além de isenções de taxas. Oficialmente a competição começa no dia 11 de março (sexta-feira) com apenas um jogo. Em casa, o Paranavaí receberá Palotina, abrindo o certame. No sábado (12), mais três partidas serão realizadas. O S.J.Pinhais recebe o Guarapuava; Foz Futsal enfrenta o Ciagym, em Foz, e o ACF/Corbelia encara o Paraná Clube, no Oeste do Paraná. Campo Mourão entrará em quadra somente no dia 16, uma quarta-feira, quando vai ao Sudoeste do Paraná enfrentar o, debutante, Quedas do Iguaçu. No mesmo dia jogam também Cianorte e Marreco, em Cianorte. A estréia do time mourãoense ocorrerá somente nesta data, por conta da disputa da Taça Paraná sub-20, que será realizada no fim de semana dos dias 11, 12 e 13 de março. Competição da qual Campo Mourão estará participando.

22/02/2011

Tarcisio X Paranavaí

Rafael: dirigente garante que não
houve ameaça
Outro dia comentei aqui sobre a falta de palavra e, sobretudo, de ética de alguns jogadores de futsal que verbalmente definem suas situações com algumas equipes e logo depois mudam de idéia, motivados pela primeira melhor proposta que recebem. Fui até criticado por alguns, que alegaram uma série de razões para tal atitude, e que jogaram a culpa dos seus atos nos dirigentes, alegando que os mesmos prometem um monte de coisas e nem sempre cumprem. O que não deixa de ser verdade. Conheço e ouço falar de clubes por ai que também faltam à palavra e deixam muitos jogadores e suas famílias desamparados. Mas o que quero dizer é que esses fatos tem gerado um grande desconforto no salonismo do Paraná, especialmente neste ano de 2011.
Tarcisio: alega pressão
para ficar em Paranavaí
Agora mesmo estamos presenciando uma "guerra" verbal entre o jogador Tarcisio (ex-Guarapuava) e dirigentes da Associação São Lucas, de Paranavaí (Noroeste do Paraná). O jogador teria acertado com o clube no inicio do ano, mas mudou de idéia e se transferiu para o Colégio Londrinense (Londrina) antes mesmo de se apresentar em Paranavaí, para chateação total dos comandantes do futsal paranavaiense. Mais isso é o de menos. O que pegou mesmo foi uma declaração do jogador na imprensa, dizendo que foi ameaçado por dirigentes do Paranavaí (sem citar nomes), e por isso teria tomado à decisão de defender Londrina. O que vemos agora, são justificativas dos dois lados, defendendo seus interesses. Longe de mim dizer que o Tarcisio esteja mentindo ou inventando algo desse tipo (que é muito grave) para esconder sua falta de compromisso. Jamais... Mas, sinceramente, conhecendo os dirigentes de Paranavaí, especialmente o Rafael (diretor técnico) e o Luciano (técnico) como conheço duvido muito, mais muito mesmo, que essa tal “ameaça” tenha sido feita. Muito menos partindo desses dois.
Poffo sofre contusão e Marechal fica sem seu capitão

Capitão da Copagril, Rafael Poffo
Antes mesmo de iniciar a oficialmente a temporada, o vice-campeão da Liga Nacional em 2010, o Marechal Cândido Rondon, já passa por problemas. O fixo e capitão da equipe Rafael Poffo, sofreu uma séria lesão nesta semana e vai desfalcar o time neste inicio de ano. Em jogo treino realizado com o Toledo Futsal (integrante da Chave Prata), Poffo sofreu uma torção no tornozelo esquerdo, que provocou o rompimento do tendão de Aquiles do jogador. O pior é que o Marechal embarca nesta semana para Minas Gerais, onde vai representar o Paraná na Superliga de Futsal. Os dirigentes rondoneses agora buscam um outro nome para substituir o “capita” Rafael, que foi um dos destaques da equipe na temporada passada.
Bastidores agitados antes do início da Chave Ouro

Pode sair hoje a definição sobre a manutenção ou não da recém aprovada fórmula de disputa para a competição deste ano. Corre por ai que o Tribunal de Justiça Desportiva da Federação Paranaense de Futebol de Salão (FPFS) deve analisar e se pronuciar ainda nesta terça-feira (22) sobre o mandado de garantia impetrado pelo Clube Atlético Deportivo/Guarapuava, pleiteando a manutenção da fórmula de 2010. O pior é que o documento pede ainda que sejam despostos dos cargos de vice-presidentes da Federação, Nil e Rita Lee, que possuem ligações com Umuarama e Foz Futsal, respectivamente. Pela fórmula aprovada no último dia 12 de fevereiro em Marechal Cândido Rondon, apenas 13 equipes disputam a primeira fase em um só turno, sendo que as oito primeiras fazem um mata-mata (octagnal) para dicidir o título e ficar com algumas regalias oferecidas pela FPFS, como já comentei aqui. Já se a fórmula deste ano não for colocada em prática e voltar a de 2010, teremos o retorno obrigatório dos chamados times da Liga Nacional (Umuarama, Cascavel e Marechal) com a disputa de 15 jogos na primeira fase (todos contra todos em turno único), classificando 12 equipes que depois serão dividas em dois grupos de 6 cada. Enfim... cada um puxa pro seu lado, tentando obter o máximo de vantagem para sua equipe, o que é perfeitamente natural no meu ponto do vista. Agora, todos têm razão?! E por que dizer que não. Cabe a FPFS desenbrulhar mais este pacote.
Goleadaaa...

O Campo Mourão/Lontras se reabilitou na noite de ontem ao derrotar por nada meno que 8 a 1 a equipe da CME Agronômica, em jogo válido pela segunda rodada da segunda fase do Torneio de Verão Brejeiros, em Rio do Sul, Santa Catarina. O time vinha de derrota na primeira partida para os donos da casa (Rio do Sul) por 5 a 4 e ontem não tomou conhecimento do adversário. Agora o time "mourãolontrense" joga sua última cartada, provavelmente nesta quarta-feira, precisando de uma vitória ou até um empate (dependendo do outro jogo da chave) para passar as semifinais. Antes do jogo de ontem conversei com o Egídio (técnico mourãoense) que estava animado com o rendimento da equipe na competição. Ele disse que ainda falta muita coisa para deixar otime no ponto, mas garante que está no caminho certo. "Estamos evoluindo", disse o nosso comandante. O fato é que o elenco tem se entregado de corpo e alma ao trabalho e por isso vem conseguindo uma boa participação lá em Rio do Sul. Na minha opinião o titulo lá é importante, mas principalmente um bom ajuste na equipe antes da estreia na Chave Ouro.

21/02/2011

Derrota em Santa Catarina

Num jogo cheio de viradas e recheado de lances polêmicos o Campo Mourão/Fecam/Lontras foi derrotado neste domingo (20) em Rio do Sul, Santa Catarina, pela equipe da casa. Foi a primeira derrota dos mourãoenses, que terminaram a primeira fase do Torneio de Verão Brejeiros de forma invicta. Depois de estar perdendo por 2 a 0 no primeiro tempo a equipe "mourãolontrense" chegou a virar a partida para 4 a 2 na segunda etapa, mas acabou sofrendo uma nova virada perdendo por 5 a 4. Resultado atribuído principalmente aos erros de arbitragem, que marocu mal um pênalti convertido por Rio do Sul e ainda expulsou o técnico Egídio, simplismente pelo mesmo ter se negado a apanhar a bola do jogo que havia parado emabaixo do banco da sua equipe. Na noite desta segunda-feira (21), Campo Mourão volta a quadra para encarar a equipe da CME Agronômica, que também foi derrotado na primeira roada desta segunda fase por 8 a 3, por São Cristóvão do Sul. Para a fase seguinte (semifinal) classificam duas equipes de cada grupo. Por isso, somente a vitória interessa de agora em diante para o Campo Mourão/Fecam/Lontras.

19/02/2011

Nova vitória e vaga garantida

Egídio Beckhauzer: bom inicio de
trabalho a frente do CM/Fecam
O Campo Mourão/Fecam conquistou sua segunda vitória seguida no Torneio de Verão Brejeiros da Madrugada, que está sendo disputado deste o último dia 14 em Rio do Sul, no Estado de Santa Catarina. Na noite de quinta-feira havia vencido a equipe catarinense de Apiúna por 3 a 2, e ontem, pelo mesmo placar bateu o também catarinense Tamandaré Laurentino, garantindo assim a vaga para a próxima fase da competição, que reúne as forças do futsal daquele estado. Um bom começo para o time comandando pelo técnico Egídio Beckhauzer, que inclusive é de Santa Catarina, e que vem fazendo um ótimo início de trabalho no comando do time mourãoense, No torneio Campo Mourão está representando o município de Lontras, que está custeando todas as despesas do clube nesta parceria. A competição tem enceramento marcado para o dia 25 de fevereiro, quando o elenco mourõaoense retorna para dar seqüência na última parte da pré-temporada, antes da estréia na Chave Ouro do Campeonato Paranaense, dia 12 de março.
Insatisfeitos tentam derrubar nova fórmula da Chave Ouro


Valter Liberato: presidente
do CAD Guarapuava
Um mandato de garantia das equipes de Guarapuava e de Maringá pode derrubar o novo regulamento do Campeonato Paranaense de Futsal, aprovado no arbitral do dia 12 (último sábado) da Federação Paranaense de Futebol de Salão - FPFS. A diretoria do CAD confirmou que na quinta feira (17), o clube entrou com o mandato de garantia junto ao Tribunal de Justiça Desportiva. Agora o clube guarapuavano está no aguardo da resposta do TJD. Segundo o presidente do clube, José Válter Liberato, a decisão de entrar na justiça veio pela forma como o novo regulamento do Campeonato Paranaense de Futsal foi colocado no arbitral, fora de prazo e por um membro da FPFS que também é presidente de um clube participante da competição: "Quanto a nossa parte, decidimos entrar pela forma em que foi colocada e votada a nova fórmula. Deixo bem claro que não temos nada contra as equipes da Liga Futsal, muito menos em relação a nova formula, até porque não podemos julgar se é boa ou ruim antes de experimentá-la. Entramos porque achamos irregular a forma de que foi colocada em arbitral, pois os clubes teriam até dia 21 (de janeiro) para apresentarem proposta e, principalmente, por ser colocada pelo presidente do Umuarama que também é um dos vice-presidentes da FPFS.

18/02/2011

Vitóriaaaaa...

Juninho: autor de um dos gols na noite
de ontem em Rio do Sul
Jogando um bom futsal o Campo Mourão Futsal/Fecam (que está em Santa Catarina representando o município de Lontras no 36º Torneio de Verão Brejeiros da Madrugada, realizado na cidade de Rio do Sul) conseguiu uma importante vitória na competição que reúne fortes equipes e jogadores renomados da modalidade no Brasil. A vitória foi sobre a equipe de Apiúna, por 3 a 2, e colocou o elenco "mourãolontrense" em ótimas condições dentro da disputa. Se vencer ou até empatar na noite de hoje (18), ás 20h00, com o time de Laurentino, estará garantida a vaga na próxima fase do torneio. Salsicha (que está integrando o elenco em Santa Catarina somente para essa disputa) e Juninho (1) fizeram os gols do Campo Mourão/Lontras. Conforme as informação que recebi foi um grande jogo, cheio de bons lances e muita movimentação. Campo Mourão saiu perdendo na metade da primeria etapa, mas empatou antes do intervalo e virou logo no inicio do segundo tempo. Acabou sofrendo o empate mas logo em seguida marcou o terceiro gol e garantiu a vitória. A competição vem servindo de preparação para o time que estreia dia 12 de março, contra Palotina, na Chave Ouro do Campeonato Paranaense.

17/02/2011

Depois o errado sou eu

Depois do pivô Mauricinho, agora foi vez do fixo Henrique deixar o CAD Guarapuava, onde inclusive já estava treinando, e voltar para o São Miguel Futsal, onde conquistou vários títulos e defendeu pela última vez em 2009. Vocês se lembram que outro dia comentei aqui sobre essa atitude que alguns jogadores estão tendo, especialmente neste ano, deixando na mão as equipes com quem acertam verbalmente, em muitos casos nem dando ás caras na apresentação. Mas a história do Henrique me lembra o caso do goleiro Jerônimo, que aliás também atuou por São Miguel e Umuarama aqui no Paraná, equipes defendidas pelo próprio Henrique. Em 2009 ele acertou com Campo Mourão, chegou a se apresentar e treinar por quase 20 dias, mas deu as costas para o time faltando pouco mais de uma semana para estréia, utilizando o mesmo argumento usado pelo fixo, que não havia encontrado um apartamento para morar. Na época foi para o Cascavel, onde perdeu posição para o goleiro Nika (hoje em Campo Mourão), e pouco jogou. Pois bem... o engraçado de tudo isso é que fui criticado por um cidadão, que se diz atleta profissional do futsal, pelo meu comentário anterior - Anda faltando palavra no futsal -, que defendeu com certa grosseria tal atitude desses "profissionais". Essa pessoa culpou especialmente os dirigentes, que na verdade em muitos casos também não são santos, mas eximiu qualquer resposabilidade dos seus companheiros de quadra. O que sabemos, não está certo né gente? Mas, paciência. O fato é que Campo Mourão, Paranavaí, Paraná Clube, Marreco e até o campeão de 2010 caíram no "conto do vigário". Como disse antes, cada um tem suas razões. Não quero aqui dizer que este ou aquele está certou ou errado, que tem ou não motivos. Contudo, é sempre bom cumprir com a palavra.

16/02/2011

Futsal Tático “bombando” na rede 

Jorge Luiz: apresentador
Bate Papo de Esportes da CATVE
Muito me surpreendeu, de forma positiva é claro, a repercussão que o Futsal Tático tem criado por ai, entre os apreciadores da bola pesada. Digo isso porque tenho recebido muitas manifestações favoráveis e elogiosas sobre o conteúdo do Blog, e principalmente quanto ao serviço que esse canal vêm prestando, mantendo informado os amantes da modalidade e, especialmente, dirigentes, atletas e torcedores. No último fim de semana por exemplo, estive em Marechal Cândido Rondon participando do Arbitral da Chave Ouro realizado pela FPFS, onde fui gentilmente abordado por ninguém menos que os ilustres Jorge Luiz e Vanderlei Luiz Ratto, apresentadores dos programas Bate Papo de Esportes e Hora do Esporte, respectivamente, da CATVE, de Cascavel, no Oeste-Paranaense. Me confessaram que estão acessando com freqüência o Futsal Tático e estão gostando do trabalho deste humilde blogueiro.
Vanderlei Luiz Ratto: apresentador
do programa Hora do Esporte CATVE
Para quem não os conhece, e duvido muito que alguém não se lembre, são eles que vez ou outra transmitem pela Paraná Educativa os jogos do Campo Mourão Futsal/Fecam para todo o Brasil. O que acontece geralmente quando a partida é contra Cascavel. Mas a mesma atitude do “Jorjão” e o “Rato”, como são mais conhecidos, teve vários dirigentes que estavam presentes no Arbitral, como o colega Rafael Octaviano, de Paranavaí. Que aliás, me presenteou com um livro de sua autoria, que conta a história do tradicional futsal paranavaiense. Fique muito honrado com o presente e prometo ler até a última página. Enfim, como eu disse, são muitas as manifestações, que só nos trazem ainda mais entusiasmo e otimismo para seguir em frente, falando aqui do que gostamos, que é o futsal. Valeu pessoal, e não deixem de dar uma passadinha no Futsal Tático sempre que puderem e sentirem necessidade de boas informações.

15/02/2011

Tudo igual 
Nika: boas defesas
no jogo

Em um jogo sem gols mas cheio de emoção e bons lances o Campo Mourão/Fecam abriu abriu sua temporada na noite desta terça-feira (15), em Rio do Sul, estado de Santa Catarina, onde está disputando o 36º Torneio de Verão Brejeiros da Madrugada. O zero a zero diante da ótima equipe do CME Aurora Futsal, foi avaliado como positivo pelo técnico Egídio Beckhauzer, que gostou da movimentação da sua equipe, especialmente no segundo tempo. Segundo ele o resultado foi bom principalmente para o adversário, que teve o goleiro Ivan (que atuou em diversos times da Liga Nacional) como destaque do jogo, fazendo defesas milagrosas. Por outro lado o goleiro mourãoense Nika também foi o principal nome do lado mourãoense, realizando importantes defesas. Egídio me disse que o time sentiu a falta de ritmo mas superou as dificuldades por conta da qualidade. O próximo jogo ainda será confirmado pela organização do torneio, no entanto deve acontecer já nesta qurta-feira contra a também forte e tradicional equipe da Apiúna Futsal.

Logo oficial do evento

Primeiro desafio

O Campo Mourão Futsal/Fecam (representando o município catarinense de Lontras) estréia hoje, ás 20 horas, no 36º Torneio de Verão da Associação Brejeiro da Madrugada, em Rio Sul, Santa Catarina. O adversário será o CME Aurora Futsal, equipe tradicional do futsal daquele estado e que têm no elenco vários jogadores de Liga e que já passaram inclusive pela Seleção Brasileira. Para o time mourãoense, a competição será uma ótima oportunidade de adquirir ritmo de jogo e, sobretudo, se preparar bem para a estréia na Chave Ouro do Campeonato Paranaense, marcada para o dia 12 de março contra Palotina, fora de casa. Contudo, na competição brejeira, o objetivo é também de ficar entre os melhores, se possível buscar o titulo, uma vez que Lontras já conquistou essa condições em anos anteriores.

14/02/2011

Em Santa Catarina e pronto para estrear

Quadra do ginásio Altenir Werner em Rio do Sul/SC
O elenco mourãoense está desde a manhã de domingo (13) na cidade de Lontras, em Santa Catarina e na noite desta terça-feira (15) estréia no 36º Torneio de Verão Brejeiros, realizado pela Associação Brejeiros da Madrugada, de Rio do Sul, também no estado catarinense. É uma competição muito tradicional daquela região, que reúne anualmente várias das fortes equipes catarinenses. Campo Mourão vai representar Lontras, como já comentei aqui no Futsal Tático, numa parceria inédita entre os dois municípios. Para os mourãoenses o torneio servirá para dar ritmo de jogo a equipe, que no dia 12 de março tem estréia marcada também na Chave Ouro do Campeonato Paranaense, contra Palotina. Muito bem instalado e com todo apoio necessário do município lontrense, o time já treinou nesta segunda-feira em solo catarinense e quer surpreender na competição. Se depender da animação e expectativa dos jogadores e do técnico Egídio a experiência será muito boa. No final da tarde de hoje conversamos brevemente (eu e o Egídio), e senti boas vibrações da concentração mourãoense. Só nos resta desejar uma ótima sorte e acima de tudo um excelente trabalho. A competição começa oficialmente hoje com a realizaçãod e três jogos e todas as partidas serão realizadas no ginásio Artenir Werner, em Rio do Sul.
Confrontos definidos para primeira rodada

A Federação Paranaense ainda não divulgou oficialmente, mas de acordo com a classificação do ano passado já esta definida a primeira rodada do campeonato paranaense deste ano, que começa em 12 de março. Como já divulgado aqui no Futsal Tático, apenas 13 equipes vão brigar na primeira fase pelo titulo da chamada Taça Paraná, que dará o direito também (somente ao campeão) de disputar a Liga Sul em 2012, além da isenção das taxas de inscrição. Os confrontos da primeira rodada serão os seguintes: Cascavel x Cianorte; Paraná Clube x Foz Futsal; Marechal x Quedas do Iguaçu; Umuarama x Corbélia; Marreco Futsal x Paranavaí; Maringá x São Miguel. Campo Mourão estréia fora contra Palotina. Em 2010 as duas equipes se enfrentaram três vezes, com dois empates (um em Campo Mourão outro em Palotina) e uma vitória mourãoense fora de casa. Em conversa com o supervisor palotinense Pena, fiquei sabendo que nosso primeiro adversário vem bastante renovado neste ano. Apenas Rogério Paulista (goleiro), Rafael (fixo) e o ala Guilherme permaneceram no time. Toda a base, segundo Pena, é jovem e vem do Nordeste do Brasil. Então se ligue torcedor, dia 12 de março a bola rola novamente.

13/02/2011

Forças “igualadas” com nova fórmula da Chave Ouro

Os dirigentes propuseram e a Federação Paranaense de Futsal topou. A Chave Ouro deste ano sofrerá grandes mudanças que poderão apimentar ainda mais a briga pelo título. Com data inicial já definida (12 de março) a competição reunirá na primeira fase apenas 13 equipes, sem a presença de Umuarama, Cascavel e Marechal Rondon, que vão disputar a Liga Nacional. A idéia surgiu na noite de sexta-feira (11), quando os comandantes da divisão de elite do futsal estadual começaram a chegar à cidade para o arbitral de sábado, e foi amplamente discutida. Acompanhei toda a movimentação antes da apresentação da proposta e percebi a força que os clubes têm quando resolvem se unir em prol de uma mudança. Com o aumento de 21 para 24 equipes o calendário ficou mais apertado para os times da Liga, que terão 23 jogos pela frente somente na primeira fase, o que dificulta muito cumprir paralelamente o calendário da Chave Ouro. Pela nova fórmula aprovada no arbitral, Umuarama, Cascavel e Marechal entram no estadual somente na segunda fase, depois da disputa da Taça Paraná, onde 13 equipes vão jogar em turno único, classificando oito para os playoffs. O campeão ganhará isenção das taças de inscrição no campeonato estadual de 2012. Além disso, ninguém cai nesta primeira fase, sendo os rebaixados definidos somente após as disputas do segundo semestre, quando os três times paranaenses da Liga se juntam aos demais. A partir daí serão dois grupos de 8, classificando-se 4 de cada grupo para as quartas de final, caindo o último de cada grupo para a Chave Prata. Vejamos pelo lado bom. Pelo menos às chances de um título aumenta muito para essas 13 equipes que vão participar da Taça Paraná, até para equipes consideradas medianas como Campo Mourão, Paranavaí, Maringá, Marreco (Fco. Beltrão) e por ai vai. Nesse bolo o único time acima da média certamente será o Guarapuava, que novamente neste ano fez um investimento parecido com os integrantes da competição nacional. Sem contar que são os atuais campeões. Mas, o importante é que nesta fase o nível será mais nivelado. Muito forte ainda, não tenham duvida, porém, mais igualado. Tenham certeza disso.
Arbitral movimentado em Marechal
Jesuel Laureano: novo presidente
da FPFS

Dirigentes em M.C.R

Marechal Candido Rondon, na Região Oeste do Paraná, se transformou na capital estadual do futsal, pelo menos no último sábado (12). É que a cúpula do salonismo estadual se reuniu na cidade para realização do Arbitral do Campeonato Paranaense Chave Ouro 2011. Os representantes das 16 equipes integrantes da competição definiram durante todo o dia (no arbitral mais demorado e debatido da história do futsal do Paraná) a fórmula de disputa e as regras para este ano, além de questões ligadas à logística e estrutura para o bom andamento do certame, que hoje, é o mais disputado do Brasil. Os dirigentes mourãoenses Itamar Tagliari e Ricardo Echlemeier marcaram presença no evento e contribuíram para as mudanças que serão implantadas nesta temporada. O Futsal Tático também esteve lá e conferiu de perto tudo que aconteceu. Posso adiantar que foi até agora, com certeza, o arbitral mais debatido e democrático realizado pela FPFS. Aliás, gostei muito da postura no novo presidente da entidade, Jesuel Laureano de Souza, que conduziu muito bem todas as discussões e mostrou firmeza a frente da instituição. Tomara que esse comportamento continue, mas também, que nosso presidente consiga não apenas difundir e principalmente fortalecer ainda mais a modalidade mas, sobretudo, valorizar mais as equipes afiliadas que são na verdade as grandes mantenedoras da Federação.

11/02/2011

Ano cheio também para as meninas do futsal

Ferrugem: técnico da equipe
feminina
Seguindo o exemplo do masculino o futsal feminino de Campo Mourão iniciou cedo os trabalhos visando à temporada de 2011, que promete ser longa e bem puxada para a equipe dirigida pelo competente Djeferson Rosano de Matos. Aliás, por esse nome pouca gente o conhece, talvez, só mesmo seus familiares. Enfim, estou falando do amigo Ferrugem, que vem fazendo um grande trabalho com as meninas do nosso futsal, quando não conquistando títulos, chegando muito próximo deles. 
Meninas do Campo Mourão Futsal/Fecam
O fato é que em 2011, nosso futsal feminino terá pela frente a Fase Final dos Jogos da Juventude do Paraná (Jojup’s), que serão disputados em Campo Mourão, e também as disputas da Taça Brasil sub-20, entre outras importantes competições previstas no calendário. Como disse antes, um ano difícil, puxado, mas com certeza será finalizado com ótima participação dessa equipe, que tem a cara do seu treinador. O que vejo fora de quadra é o mesmo Ferrugem jogador. Ou seja, um treinador que desempenha um exemplar trabalho, tal como quando jogava. Uma vez que por onde passou deu conta do recado.
Comando novo na Federação do Paraná

Jesuel Laureano: novo presidente
da FPFS
A Federação Paranaense de Futebol de Salão (FPFS) tem um novo comandante. O desportista Jesuel Laureano de Souza assumiu a presidência da entidade responsável pelo salonismo estadual nesta semana, em cerimônia realizada na própria sede da Federação, em Curitiba. A data da posse dos novos diretores coincidiu com o aniversário da FPFS que está completando 55 anos de fundação. Laureano, que atua há muitos anos no salonismo do Paraná e atualmente fazia as vezes de delegado da entidade vai contar na diretoria com o iguaçuense Wilson Veiga Junior, o Rita Lee, que será o primeiro vice-presidente.
Rita Lee: vice-presidente da FPFS
Para o novo presidente será um desafio dirigir a entidade, mas declara estar preparado para a missão. E esperamos que realmente esteja preparado Laureano e desejamos, com toda franqueza, um ótimo mandato. Se assim for, ganha o futsal do Paraná e, sobretudo, os clubes, que precisam inclusive serem mais ouvidos pela Federação e terem mais participação nas decisões da entidade.

09/02/2011

Joagada ensaiada nem sempre termina em gol

O planejamento impensado ou a falta de atenção ao regulamento causou um grande problema ao Colégio Londrinense (Londrina). Depois de anunciar a desistência da Chave Ouro e optar apenas pela disputa da Liga Nacional neste ano, sob alegação do grande desgaste, não apenas físico mais também financeiro, provocado pela participação simultânea nas duas competições (o que é uma grande verdade), os dirigentes londrineses se vêem obrigados agora a disputar a Chave Bronze, a terceira divisão do futsal paranaense. É que se não estiverem participando de uma competição estadual não podem também integrar a Liga Nacional. Que coisa hein!! Mas, ninguém em Londrina sabia ou pelo menos pesquisou isso?! Pois é, parece que não. Parece utopia, mas, é uma grande verdade. De semifinalista da Chave Ouro em 2010 a forte equipe do Londrina será agora, certamente, a principal equipe da Bronze. Uma pena, pois perde a primeira divisão do estadual. Ao menos fica o consolo de estar na Liga Nacional.
O fato é que a Federação Paranaense de Futsal (FPFS) já anunciou o rebaixamento do Colégio Londrinense e não cabe mais recurso algum. Inclusive, o diretor técnico da entidade, Coronel Antonio Carlos Abraão, afirmou que não existe mais a possibilidade de reverter à queda. Caminho que também seguirá a Adeafi, de Foz do Iguaçu, e o Francisco Beltrão, os outros dois desistentes. Entram, Foz Futsal, Cianorte Futsal e São José Futsal, de São José dos Pinhais, que após as desistências foram convidados e aceitaram. E pior, a Federação não gostou nada da desistência e estuda uma possível outra punição para a equipe londrinense. Efim, a jogada ensaiada literalmente não deu certo.

08/02/2011

Semana de apresentações

Depois de Marechal, Paraná Clube e Campo Mourão, nesta semana foi à vez dos jogadores de Paranavaí e Quedas do Iguaçu se apresentarem para o inicio da pré-temporada. Em Paranavaí nem bem o grupo se reuniu e já seguiu para Porto Rico (há 100 km da cidade) para um período isolado de treinamento. Assim como vai fazer Campo Mourão, que vai levar todo o grupo para treinar e disputar um famoso torneio em Santa Catarina na próxima semana. O triste da apresentação de Paranavaí é não poder contar com quatro jogadores que deram a palavra aos dirigentes paranavaienses, mas não deram as caras, como já comentamos aqui. Contudo, o time promete vida nova e um grande ano na Chave Ouro. Como também já comentamos o técnico será o agora ex-jogador Luciano Bonfim. E quem não se lembra dele... Foi matador por onde passou, inclusive por aqui, e agora vai repassar todo seu conhecimento e maestria que tinha em quadra, para os seus comandados. Apesar das baixas vejo o Paranavaí com um bom elenco e, conhecendo esse time como conheço, vai dar muito trabalho neste ano. Tomara, porque estou realmente torcendo por um bom 2011 para vocês. Já pelos lados do Quedas (vice-campeão da Chave Prata em 2010 e debutante na Ouro) a surpresa na apresentação foi a ausência do ala/fixo Edu (ex-Marechal), que foi suspenso por 17 jogos do Campeonato Paranaense e entrou em acordo com a diretoria do clube quedense. No seu lugar já foi inclusive anunciado Mário Júnior (ex-Ibirama/SC).
Ver para crer

Por Luiz Claudio Moura
 
Salve! Salve! Amantes do futsal. Mais um ano começa e claro renova-se a expectativa e o desejo de termos um grande ano para o futsal mourãoense na Chave Ouro. Pelo que pude acompanhar desde novembro do ano passado, quando começaram as reuniões para montar a estratégia para o ano de 2011, senti nas conversas que tive com dirigentes do futsal que tudo pode ser melhor. O que o torcedor está esperando e espera todo ano é que o time realmente faça um bom papel no campeonato. Um dos pedidos dos torcedores, mas que nunca concordei que fosse o problema, foi à troca do técnico. Beto agora passa a ser o preparador físico e auxiliar técnico, será que vai dar certo?? Vamos acreditar que sim. O elenco formado, pelo menos no papel, é bom. Dos remanescentes Nika, Boquinha, Biju, Paulinho, Juninho, Eduardinho e Grafiti, quem pensei que ficaria também seria o Marcinho. Mas, que seja feliz para onde foi. A vinda de Piliu, acredito que será a grande diferença de atitude do elenco em partidas que exijam o que não tínhamos em outros anos. Uma pegada mais forte. Os outros reforços vêm para dar qualidade ao passe e velocidade. Esse ano vai, acredite. Pois eu acredito. Esse ano quero ver e analisar muitos gols mouraoenses.

(Luiz Cláudio é cronista esportivo e locutor da rádio T Fm e acompanha todo o trabalho do Campo Mourão/Fecam)

07/02/2011

Anda faltando palavra no futsal
  
Mauricinho: depois de acertar
com Guarapuava voltou atrás e vai para o exterior

Betinho: trocou
o Campo Mourão pela
Rep Tcheca
A falta de palavra e, sobretudo, de profissionalismo de alguns jogadores, que aliás, tem sido uma constante neste inicio de 2011, vem provocando um certo desconforto e atrapalhando o planejamento de algumas equipes da primeira divisão paranaense. Esses atletas negociam salários, impõem condições e fazem uma série de exigências aos clubes e depois de tudo acertado, acabam simplesmente por um ou outro motivo particular, ou não, literalmente “subindo o barranco”. Ou seja, no linguajar mais popular, “dando para trás”, “pulando fora”, deixando na mão as equipes que por eles correm atrás. No meu ponto de vista na maioria das vezes isso é falta de caráter, uma vez que em certos casos fica evidente que o atleta acerta sua situação no clube, mas na verdade aguarda uma melhor proposta até os 20 do segundo tempo e, caso não aconteça, aí sim se apresenta. Não quero generalizar, é óbvio, e graças a Deus que uma minoria apenas pensa e age com essa falta de caráter. Contudo, os poucos que não se importam com isso, tornam o trabalho dos dirigentes por vezes mais árduo. São casos e casos, uns perfeitamente compreensíveis, outros nem tanto. O fato é que só neste inicio de temporada já constatamos várias baixas. O Paranavaí, por exemplo, depois de anunciar seu elenco, teve o desprazer de perder o fixo Tarcisio (ex-Guarapuava), que acertou tudo, deu sua palavra mais não vai cumpri-la. Ele resolveu trocar a tradicional equipe do Noroeste pelo Colégio Londrinense, de Londrina, que além do paranaense vai disputar também neste ano a Liga Nacional. O mesmo ocorreu com o ala Guga (ex-Ciagym/Maringá), que também não vai mais defender Paranavaí, para frustração total dos seus dirigentes. Mais não para por ai não. O campeão paranaense Guarapuava também não terá na sua apresentação oficial, marcada para está semana, o pivô Mauricinho (ex-Umuarama), que recebeu uma proposta do exterior e disse um tchau aos dirigentes guarapuavanos. O mesmo aconteceu também com o Campo Mourão/Fecam, e pior, em dose dupla. 
Tacisio: Deixa o Paranavai
pelo Londrina
O pivô Betinho, que viria do Rio Grande do Norte optou por uma proposta da Republica Tcheca e inclusive já foi embora. Quem também não deu as caras foi o fixo Jorge Mario, uma das grandes apostas da comissão técnica mourãoense. Alegando problemas de ordem pessoal, ele também disse um até breve e não compareceu. Assim como o ala cearense Rudi, que só avisou os dirigentes do Paraná Clube que nao se apresentaria depois que já estava fora do país. Enfim, como eu disse, são casos e casos. Tomara que todos tenham tomado à decisão correta. Mas que não é certo, não é. Palavra dada tem de ser cumprida. Afinal, como diz um velho e sábio ditado, “palavra e fio de bigode vale mais do que qualquer papel assinado”. 

06/02/2011

A primeira impressão é a que fica

Minhas expectativas iniciais, e acredito que de todo elenco e comissão técnica, foram confirmadas. Me agradou muito a primeira conversa que acompanhei do novo técnico mourãoense, Egídio Beckhauzer, com os seus comandados. Muito franco, sério e cheio de ambição para vencer e fazer história no futsal, o treinador mostrou ser um profissional dedicado e disciplinador.
O que acho fantástico. Sem meias palavras e com muita firmeza, Egídio mostrou ao grupo que chega para trabalhar sério e que não vai aceitar corpo mole, falta de comprometimento, rendimento baixo e principalmente desvio de conduta dentro e fora de quadra. Sinceramente, gostei e aplaudi.  Se tudo que foi dito realmente se concretizar, teremos certamente torcedor, uma boa equipe, comandada por um ótimo profissional. E o melhor, um profissional que estará cercado por pessoas tão capacitadas quanto ele. Como o preparador físico e auxiliar Eberton “Beto” de Souza, o supervisor Ricardo Echelmeier, a Secretária Karla Turck e o presidente Itamar Tagliari, entre outros que se dedicam, e muito, ao futsal mourãoense.

05/02/2011

Campo Mourão repatria brasileiro que estava na Europa
Júlio Cezar: Fixo do
CM/Fecam

Em ação pelo Campeonato Portugues
A diretoria do Campo Mourão Futsal/Fecam agiu rápido e já tem um substituto para suprir a ausência do fixo Jorge Mario, que alegou problemas de ordem familiar e não defenderá mais a equipe no Campeonato Paranaense Chave Ouro. O fixo catarinense Julio Cezar, de 28 anos, que na última temporada defendeu a equipe Fundão, de Portugal, acertou sua transferência para o Campo Mourão Futsal e se apresenta à comissão técnica já nesta segunda-feira, dia 7. Experiente, o jogador vem a pedido do técnico Egídio Beckhauzer, e já passou por equipes como o Joinvile (uma das mais fortes da Liga Nacional), Unisul (também integrante da Liga) e Xanxrê, de Santa Catarina. Além do Soledade, do Rio Grande do Sul, e as equipes portuguesas Freixeiro, de Porto, e Fundão, onde estava ano passado.
Treinando e... treinando

Egídio e Beto após treino deste sábado
Equipe treinando
A rotina do Campo Mourão Futsal não tem sido outra se não treinar e treinar. Desde a última terça-feira (1º), quando o elenco se apresentou à comissão técnica, os dias tem sido de muito trabalho. Sob o comando do preparador físico Beto, os jogadores buscam o melhor aprimoramento da parte física, visando o condicionamento ideal para suportar a temporada de 2011. Na tarde deste sábado será realizado o primeiro trabalho com bola, já comandado pelo técnico Egídio Beckhazer, que chegou na noite de ontem em Campo Mourão. O treinador terá cerca de dez dias para implantar sua filosofia tática e técnica, antes da equipe estrear no 36º Torneio de Verão de Rio do Sul, em Santa Catarina. Uma competição que servirá principalmente para dar ritmo de jogo ao grupo. Tive o prazer de conversar com o Egídio pessoalmente hoje e conhecer um pouco mais deste que passar a partir de agora a ser os olhos do futsal mourãoense dentro de quadra e principal responsável pela modalidade. Percebi ser uma pessoa bastante séria e muito conhecedora da modalidade. Tenho certeza que
a escolha foi mais do que acertada. Seja bem vindo Egídio, muito boa sorte e conte com a gente.

04/02/2011

Chegando... 

Quem chegou na noite desta sexta-feira em Campo Mourão foi o novo treinador do Campo Mourão Futsal/Fecam, o catarinense Egídio Beckauzer. Na manhã deste sábado (5) ele acompanhará os trabalhos físicos que estão acontecendo no ginásio de Esportes Valternei de Oliveira, o Lar Paraná, desde a última terça-feira, sob o camando do preparador físico Eberton de Souza (Beto). Egídio terá o primeiro contato com o elenco (definido por ele mesmo) e começará a implantar sua filosofia de trabalho. Técnico do Rio Branco de Paranaguá na Chave Prata em 2010, o treinador chega cercado de expectativa para a realização de uma grande temporada pelo time mourãoense. Conhecido por ser arrojado e gostar de trabalhar muito, o que esperamos do nosso novo técnico é de fato um grande ano para o futsal mourãoense.

03/02/2011

Fim de parceria deixa Foz sem representante na Ouro

Está confirmado. A parceria entre Beltrão e Foz Futsal não existe mais e o time da tríplice fronteira, assim como a Adeafi (também de Foz), não vai disputar a Chave Ouro do Campeonato Paranaense neste ano, deixando Foz do Iguaçu sem representante na competição. Para mim é uma grande perda, uma vez que Foz do Iguaçu tem muita tradição no futsal paranaense, sobretudo, muitos títulos. O fato é que a parceira iniciada no ano passado chega ao fim por conta de dificuldades financeiras, que estão atrapalhando os trabalhos do time iguaçuense. Com isso, segundo informações, o Beltrão Futsal receberá uma certa quantia em dinheiro, como parte da recisão contratual. Se for verídico os dirigentes beltroenses terão as opções de optar por uma nova parceira, desistir e pedir afastamento da competição ou até mesmo disputar o campeonato, o que é bem pouco provável. Quando o contrato foi firmado, no ano passado, Beltrão não tinha condições de disputar a Chave Ouro e cedeu a vaga para a equipe iguaçuense, que estava com um projeto ousado para a competição, mas tinha apenas uma vaga na Série Prata. Na época o acordo entre as duas partes era para que o Foz Futsal usasse a vaga beltronense por dois anos. Contudo, agora, nem Beltrão nem Foz devem figurar entre os 16 times do certame em 2011, abrindo mais uma lacuna e gerando outro problema para Federação Paranaense de Futsal. Perde Foz, perde o futsal e principalmente perde o Paraná.

02/02/2011

Paraná apresenta o ala Carneiro, que já defendeu C. Mourão

Michel "Carneiro", agora jogador do
Paraná Clube
Mais conhecido pelo apelido de “Carneiro”, o ala Michel, de 23 anos, que em 2007 defendeu Campo Mourão na Chave Ouro foi apresentado pelo Paraná Clube nesta semana. Talvez o torcedor mourãoense mal possa se lembrar dele, que atuou pouco por aqui. Primeiro porque sofreu uma lesão no joelho antes da metade da competição naquele ano, ainda na primeira fase. E segundo por que logo em seguido se transferiu para um clube italiano, nem chegando a cumprir seu contrato com o Campo Mourão Futsal. Carneiro é um bom jogador. Tem qualidade no passe, marca bem e ainda faz uns golzinhos. Quando passou por aqui, como disse antes, não jogou muito, mas, o pouco que esteve em quadra contribuiu bastante e será uma boa opção para o time paranista. Boa sorte Carneiro, mais vai devagar contra a gente!
Mais uma do livro "História do Futsal de Paranavaí"

As cidades de Curitiba (quase 2.000.000 de habitantes), Cascavel (aproximadamente 300.000 habitantes) e Paranavaí (aproximadamente 80.000 habitantes) possuem equipes no Campeonato Paranaense de Futebol da 1ª Divisão e Campeonato Paranaense de Futsal Chave Ouro de 2011. São 14 (quatorze) municípios representados por 16 equipes (não levando em consideração as possíveis desistências) para a Chave Ouro de 2011, considerando a ACF/Corbélia com inscrição pelo Comercial da cidade de Cascavel, e uma das vagas divididas por Francisco Beltrão e Foz do Iguaçu que já possuem outras equipes (Adeafi e Marreco) na competição. Curitiba possui 4 (quatro) equipes de futebol profissional na 1ª divisão, Atlético, Coritiba, Corinthians e Paraná Clube que também é o representante na Chave Ouro, Cascavel possui o Cascavel Clube Recreativo no campo, ACF /Comercial (Só que manda os jogos em Corbélia) e Cascavel Futsal na Ouro, e Paranavaí tem o ACP - Atlético Clube de Paranavaí no futebol e a São Lucas no Futsal.
Capa do livro "História do Futsal
de Paranavaí"
Algumas curiosidades, o Paraná Clube é o único que mantem equipes nas duas competições (o Rio Branco de Paranaguá pode ser mais um caso seja convidado e aceite no futsal, e não seja rebaixado no futebol), enquanto isso o Cascavel Futsal é dirigido por Nei Victor, o mesmo é Presidente do Cascavel C.R,também atuou como técnico interino em 2011, e é pai do lateral direito Rafael. Já em Paranavaí o Presidente da São Lucas Nivaldo Mazzin é também o Presidente do Atlético Clube de Paranavaí, tendo conquistado um Campeonato Paranaense de futebol em 2007, e um Vice Campeonato Paranaense de Futsal (Taça Paraná) em 1982 pela São Lucas. Das outras 11 cidades, Maringá, Londrina, Campo Mourão, Francisco Beltrão, Umuarama, Foz do Iguaçu (esta ultima aguardando a confirmação das duas equipes) mantem equipes na elite do futsal e se esforçam no futebol nas disputas dos Campeonatos Paranaense da 2ª e 3ª divisão. Já Marechal Candido Rondon, Guarapuava, Quedas do Iguaçu, Palotina e São Miguel do Iguaçu (pelo menos até o inicio da inscrição da 2ª e 3ª divisão) possuem equipes apenas no futsal conseguindo ótimos resultados, principalmente (Guarapuava Campeão Paranaense 2011) e Marechal (Vice da Liga Futsal em 2011). Fazendo o caminho inverso, no futebol são 12 (doze) equipes representando 09 (Nove) cidades (Coritiba, Atlético, Paraná Clube, e Corinthians são da capital), sendo que fora Curitiba, Cascavel e Paranavaí as cidades de Cianorte, Ponta Grossa, Paranaguá, Apucarana, Irati e Arapongas estão na 1ª divisão de futebol, mas ainda buscam acesso no futsal, nas Chaves Prata e Bronze (ainda não foram confirmadas as inscrições desse ano). Cidades como Curitiba, Londrina, Cascavel, e Paranavaí conquistaram o título de melhor time no futebol e no futsal de nosso estado. Curitiba conquistou vários títulos no futebol ao longo desses anos (Internacional, América-Paraná, Britânia, Palestra Itália, Ferroviário, Agua Verde, Colorado, Pinheiros, Paraná Clube, Coritiba e Atlético)já no futsal foi o primeiro Campeão da Chave Ouro em 1995 através do Clube Curitibano, também conquistou muitos títulos na década de 80 com Unibox e Círculo Militar. Cascavel foi campeão no futebol em 1980 onde dividiu o título com o extinto colorado (hoje Paraná Clube), já no futsal foi campeão em 2003, 2004, 2005 assim como o DERAC/Cascavel campeão em 1978. Londrina foi Tricampeão no futebol nos anos de 1962, 1981, e 1992, já no futsal foi o primeiro Campeão Paranaense em 1973 (Taça Paraná), voltando a vencer em 74 com a equipe do Cacique, e em 1977 desta vez com a equipe do Florença. Paranavaí conquistou o título em 2007 no futebol com o ACP, e em 1976 no futsal com a DEMAFRA. A cidade de Toledo disputará a 2ª divisão do futebol profissional (caiu em 2010) e a Chave Prata do Campeonato Paranaense de Futsal (foi vice da Bronze em 2010) com ótimas perspectivas de retorno a elite nas duas competições. Já Pato Branco Campeão Paranaense de Futsal em 1990 (Taça Paraná), e em 2006 (Chave Ouro), e com boas participações no Futebol Profissional ainda não deu sinais de participação em nenhuma competição. O Foz disputará a 2ª divisão no futebol, e dependo de alguns fatores (Adeafi pode desistir e o Foz não usar a vaga de Beltrão) ficaria na mesma situação de Toledo com as duas modalidades fora da elite.
 (Foi levado em consideração o direito de participação das equipes baseado no ano de 2010 (tanto no futebol como no futsal), já que ainda não foram feitas as inscrições para o Campeonato Paranaense Chaves Ouro, Prata e Bronze, e o Campeonato Paranaense de Futebol da 2ª e 3ª divisão).

Fonte: Livro “História do Futsal de Paranavaí”